Linhas de Pesquisa

Análise de Resíduos

Esta linha tem como objetivo principal o desenvolvimento e, ou, a modificação de metodologias de análise de poluentes orgânicos e agrotóxicos em solos, águas, sedimentos, plantas e alimentos. Os resultados desses estudos podem vir a auxiliar os órgãos governamentais a monitorar o impacto causado pela presença desses tipos de poluentes no meio ambiente.
 

Físico-Química

Soluções ou dispersões contendo tensoativos, polímeros e suas misturas são investigadas do ponto de vista termodinâmico e espectroscópico, objetivando o entendimento das diferentes interações intermoleculares que ocorrem nestes ambientes. Os estudos visam à obtenção de soluções com propriedades físico-químicas (viscosidade, tensão superficial etc.) que possibilitem suas aplicações em sistemas de interesse agronômicos. Também é estudado o efeito da força iônica em interações entre tensoativos e polímeros. O entendimento dessas interações pode auxiliar no desenvolvimento de formulações de agrotóxicos.


 

Metais Pesados

As pesquisas desenvolvidas nessa linha têm como objetivos avaliar os níveis de contaminação por metais em solos, plantas, sedimentos e águas naturais e residuárias; estudar os mecanismos de interação desses contaminantes com componentes dos solos e com matéria orgânica em águas naturais, e desenvolver novas metodologias analíticas a serem aplicadas on site e, ou, in situ, cujos resultados permitirão a melhor compreensão de fenômenos ambientais relacionados a complexação, redução, transporte e labilidade de espécies metálicas em sistemas aquáticos.
 

Química de Produtos Naturais

Essa linha de pesquisa tem os seguintes objetivos: o estudo da composição química de plantas e de microrganismos, visando o isolamento de novos compostos com atividades biológicas; estudo da produção e da composição química de óleos essenciais de plantas medicinais e aromáticas; isolamento e identificação de constituintes químicos de plantas utilizadas no controle de pragas agrícolas como insetos e nematóides, bem como de plantas com comprovada atividade alelopática ou resistentes ao ataque de insetos. Esses trabalhos visam à obtenção de novos produtos naturais com potencial uso comercial no controle de insetos, nematóides e plantas daninhas, ou uso medicinal. Dentro dessa linha de pesquisa são ainda desenvolvidos trabalhos sobre a composição química de madeiras utilizadas pela indústria nacional de celulose e papel. Os projetos nessa linha de pesquisa tratam do desenvolvimento de metodologias para a análise de constituintes orgânicos de extrativos de madeira, de celulose, de licor da polpação, de pitch e de efluentes de indústrias de papel e celulose. Dentre os métodos estudados encontram - se a espectroscopia no infravermelho com transformada de Fourier e a cromatografia gasosa, acoplada à espectrometria de massas (CG-EM).
 

Química Inorgânica

As pesquisas nessa linha visam o desenvolvimento de novas metodologias de síntese para o preparo de complexos metálicos com potencial atividade fungicida. São preparados compostos de coordenação e organometálicos, todos estes caracterizados por métodos espectroscópicos (infravermelho, ressonância magnética multinuclear, espectroscopia mössbauer, espectroscopia eletrônica, difração de raios-X) e submetidos a diversos bioensaios.
 

Quimiometria e Automação

Os objetivos principais desta linha de pesquisa são empregar técnicas quimiométricas como, otimização, calibração e reconhecimento de padrões para caracterizar matrizes ambientais complexas, por exemplo, águas naturais, solos e efluentes; e viabilizar aspectos analíticos de forma econômica, como automação, implementações e modificações instrumentais.
 

Síntese de Agroquímicos

As pesquisas nessa linha visam o desenvolvimento de novas metodologias de síntese para o preparo de moléculas com potencial atividade herbicida, inseticida, fungicida e nematicida. São preparados compostos orgânicos, que são identificados por técnicas espectroscópicas (infravermelho, ressonância magnética nuclear unidimensional e bidimensional e espectrometria de massas) e submetidos a diversos bioensaios. Busca-se também avaliar a influência da formulação dos pesticidas sintetizados sobre a atividade biológica destes.